Língua Portuguesa: quais os temas mais abordados no Enem nos últimos cinco anos?

 

jovem estudando
Pixabay


Priorizar os assuntos que são mais cobrados pode ajudar a garantir que o estudante esteja seguro e, assim, acerte boa parte das questões

Uma boa preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio exige muito mais do que tempo de estudo. Descanso, alimentação adequada e a criação de uma estratégia de estudos são essenciais para garantir bons resultados. Uma das formas de garantir este último elemento é observando a Matriz de Referência, que relaciona os conteúdos que podem ser cobrados na prova. Mas isso não basta, já que a quantidade de temas e assuntos é muito grande e pode até mesmo confundir os candidatos. Para ajudar a definir o foco das últimas revisões antes do exame, o time de formação do Sistema Positivo de Ensino, o maior sistema de ensino privado do Brasil, fez um levantamento dos conteúdos que foram mais cobrados no Enem ao longo dos últimos cinco anos. 

De acordo com o assessor de Língua Portuguesa e Redação do Sistema Positivo de Ensino, Fábio Gusmão, é importante conhecer os temas mais frequentes para ter mais segurança sobre eles. “Mais que apenas estudar, é preciso saber o que estudar. Priorizar os assuntos que são mais cobrados pode ajudar a garantir que o estudante esteja seguro sobre esses assuntos e, assim, acerte boa parte das questões”, destaca. 

O levantamento do Sistema Positivo de Ensino aponta que, nos últimos anos, a prova de Língua Portuguesa trouxe principalmente os seguintes conteúdos: 

Interpretação de texto verbal e não verbal - trata-se, basicamente, de ler um texto proposto pelo exame e responder a questões relacionadas a ele. Aqui, as questões podem trazer textos verbais ou tirinhas, desenhos, obras de arte. Cabe ao estudante interpretar essas obras e falar sobre elas nas questões subsequentes. 

Gêneros textuais - propagandas, receitas, cartas e relatos de viagem são apenas alguns exemplos dos diferentes gêneros textuais existentes. Esse é um dos temas mais cobrados no Enem, de modo que, para realizar uma boa prova, é importante conhecer esses gêneros. 

Variações linguísticas - o estudo das diferentes formas como uma língua pode se apresentar de acordo com fatores como a região e as condições sociais, por exemplo, está presente em boa parte das provas do Enem dos últimos anos. 

Funções da linguagem - função, poética, referencial, metalinguística, fática e conativa. As seis funções da linguagem nada mais são que as diferentes formas de utilizá-la, de acordo com a intenção de quem fala. Elas estão presentes em uma parcela considerável das questões do Enem nos últimos cinco anos. 

Figuras de linguagem - os recursos expressivos chamados de figuras de linguagem são parte não apenas do Enem, mas do cotidiano de todo falante da Língua Portuguesa. Saber quais são eles e como usá-los é indispensável para quem quer obter uma nota significativa em Língua Portuguesa. 

Para Gusmão, além de um bom conhecimento dos conceitos e de como eles se relacionam com a Língua Portuguesa, é preciso que os candidatos tenham um vasto repertório cultural para realizar uma boa prova. “Nosso levantamento mostra que saber ler e interpretar textos é fundamental para o Enem. E isso só é possível para quem tem o costume de ler muito, ver filmes, frequentar museus e eventos de arte, enfim, construir um bom repertório no dia a dia”, completa. 

________________________ 

Sobre o Sistema Positivo de Ensino 

É o maior sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversos componentes, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltadas à educação. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas

5/recent/post-list