Agências do trabalhador têm 173 vagas nesta sexta-feira (3)

Agência do Trabalhador, Setor Comercial Sul, Plano Piloto, Brasília, DF, Brasil 25/10/2016 Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília.
Agência do Trabalhador, Setor Comercial Sul, Plano Piloto, Brasília, DF, Brasil - Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Salários variam entre R$ 1.320 e R$ 2.200. Há oportunidades para chefe de serviço de limpeza, recepcionista, cozinheiro, entre outras


Nesta sexta-feira (3), as agências do trabalhador estão com 173 oportunidades de emprego no Distrito Federal e no Entorno. Os salários variam entre R$ 1.320 e R$ 2.200. Os currículos podem ser cadastrados em uma das 14 unidades ou pelo aplicativo Sine Fácil.

O interessado em atuar na área hospitalar pode se candidatar as vagas de copeiro de hospital (R$ 1.320), padioleiro-enfermeiro (R$ 1.320), cozinheiro hospitalar (R$ 1.434,34) e recepcionista de hospital (R$ 1.320). As colocações são para a Asa Sul e não exigem experiência do candidato.

Também na Asa Sul há uma vaga para chefe de serviço de limpeza e cinco para auxiliar de limpeza, com pagamentos de R$ 1.900 e R$ 1.320, respectivamente. Para Jovem Aprendiz, exclusiva para pessoas entre 14 e 24 anos, há uma vaga para trabalhar como auxiliar de almoxarifado (R$ 1.320) no Gama.

Para pessoa com deficiência (PcD), no Guará e pagando R$ 1.850,17, são duas oportunidades para fiscal de loja e duas para recepcionista em geral. No Entorno, em Valparaíso (GO), há uma vaga para atendente de lanchonete pelo salário de R$ 1.425,60.

Mesmo que nenhuma das chances do dia seja atraente ao candidato, o cadastro vale para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos concorrentes com o perfil que as empresas procuram.

Empregadores que desejam ofertar vagas ou utilizar o espaço das agências do trabalhador para entrevistas podem se cadastrar pessoalmente nas unidades ou pelo aplicativo Sine Fácil. Também é possível solicitar atendimento pelo e-mail gcv@setrab.df.gov.br. Pode ser utilizado, ainda, o Canal do Empregador, no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet).

Com informações de Rafaela Atta, da Agência Brasília I
Edição: Débora Cronemberger

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas

5/recent/post-list