Na tarde deste domingo (21/11), a deputada distrital Júlia Lucy, reuniu mais de 700 amigos com feijoada e música ao vivo, no Modesto Bar, espaço recém-inaugurado no estádio Mané Garrincha



A sociedade brasiliense marcou presença no aniversário da deputada distrital Julia Lucy (NOVO) no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. O encontro aconteceu no badalado Modesto Bar. O assunto foi um só comemorar a vida de Julia, Brasília e Política. O espaço foi fechado para a festa, que contou com a presença de familiares e amigos da parlamentar, além de políticos e empresários

Fábio Ávila, Júlia Lucy e Edna Santos - Fotos: Marcos Oliveira.

A celebração teve início às 12h, com feijoada para o almoço e pagode ao vivo. Na entrada do evento, convidados deixaram uma cesta básica de alimentos. As doações, segundo consta no convite do aniversário, serão direcionadas para famílias em situação de vulnerabilidade.

Antes de cantar os parabéns, a deputada fez um discurso emocionado enquanto agradecia a presença dos convidados. "Cada pessoa que está aqui é muito importante, foram escolhidas a dedo. Muito obrigada pelo carinho, muito obrigada pelo apoio", agradeceu Lucy.  

Entre os convidados que foram dar um abraço em Julia Lucy, estavam: a deputada federal Paula Belmonte, o deputado distrital Leandro Grass, o suplente de senador Luís Felipe Belmonte, o secretário de Atendimento à Comunidade Severino Cajazeiras, o ex-administrador do Recanto das Emas Fábio Ávila, a presidente do instituto EVA Edna Santos, além de familiares e centenas de amigos.

O Modesto Bar foi inaugurado em 11 de novembro. De acordo com Lucy, a escolha do local foi feita também para divulgar o novo empreendimento. "A ideia é exatamente divulgar um espaço importante para a cidade, com capacidade grande; e todo o lado do setor produtivo, de quem está na linha de bar e restaurante. Então é para sinalizar isso, minha parceria com o setor", disse. "A gente precisa celebrar a vida apesar de todas as dificuldades", acrescentou a distrital.

Sobre Julia Lucy
Filha de Júlio Roberto de Araújo e Lucia Helena Marques Araújo, é mãe de Luisa. Formada em Ciência Política pela Universidade de Brasília, entrou para o serviço público aos 18 anos, como servidora da Polícia Federal (2004-2013); depois, assumiu o cargo de analista em ciência e tecnologia da Capes (2013-2014) e, atualmente, é servidora do Conselho Nacional de Justiça (desde 2014) licenciada para o mandato parlamentar. Júlia Lucy Marques Araújo, nasceu em Patos de Minas, no dia 21 de novembro de 1985, ela é servidora pública e política brasileira, filiada ao Partido Novo (NOVO). Em 2018, em sua primeira candidatura, foi eleita deputada distrital com 7.665 votos, integrando a sétima legislatura (2019/2022) da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Na Casa, foi eleita Procuradora Especial da Mulher da Câmara Legislativa do DF para o biênio 2019/2020. É membro titular da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF)[3] e da Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência e Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo (CDESCTMAT), além de suplente nas Comissões de Fiscalização, Governança, Transparência e Controle (CFGTC) e Assuntos Sociais (CAS). Integra os movimentos Eu Sou Livres, movimento político suprapartidário em defesa do liberalismo, e o RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade), desde 2019. Júlia é especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, com MBA em Gestão de Projetos, e coautora do livro 'Candidato de Primeira Viagem', com relatos pessoais e estímulo à participação da mulher na política.

É autora da lei pioneira no país (Lei distrital nº 6.303/2019)[7] que instituiu a aplicação de multa administrativa ao agressor das vítimas de violência doméstica definidas na Lei Maria da Penha e a lei que criou a Semana Maria da Penha nas Escolas (Lei nº 6.325/2019). A Lei que criou o primeiro 'Sandbox' no Brasil também é de sua autoria (Lei distrital nº 6.653/2020)[10], que instituiu no Distrito Federal a criação de Zonas de Desenvolvimento de Inovação e Tecnologia – "Regulatory Sandbox," para suspender temporariamente a incidência de normas para que empresas testem seus produtos e serviços sem amarras burocráticas, até que tenham suas inovações plenamente desenvolvidas. Também é autora do projeto que criou o Selo Empresa Amiga da Primeira Infância, lançado pela Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Legislativa do Distrito Federal, que premia anualmente empresas que tenham berçário, brinquedoteca, biblioteca ou creche no seu espaço, que flexibilizam horários para funcionários com filhos menores de seis anos e tenham programas de educação para gestantes, entre outros. Com atuação parlamentar voltada à fiscalização dos recursos públicos, ingressou na Justiça para barrar a licitação para troca de carros oficiais da Câmara Legislativa, em 2019. No mesmo ano, denunciou um sobrepreço na licitação para construção de um restaurante pela Casa. Em 2020, entrou com Mandado de Segurança no Tribunal de Justiça do DF para anular a votação que estendeu o plano de saúde para ex-deputados distritais. Júlia Lucy também é presidente das frentes parlamentares em Defesa do Comércio Varejista, da Economia Criativa e da Primeira Infância.
Compartilhar:

Renata Chimiti

Comente:

Boazinhas