Com a aprovação da Lei do Superendividamento, novas regras foram criadas para facilitar o processo de renegociação e regularização de dívidas. Segundo a Serasa, cerca de 62,5 milhões de brasileiros convivem com a inadimplência no país. No entanto, antes de avançar para um processo judicial, a educadora financeira do Sicoob, Louize Oliveira, tem algumas dicas de como ajustar sua vida financeira antes de cair no superendividamento

Foto: Renata Ramos.

O primeiro passo é a criação de um planejamento financeiro. Basicamente, você terá que organizar suas finanças pessoais. "Em termos gerais, devemos considerar a receita, que é todo dinheiro que entra, a despesa, todo o dinheiro que sai, fazer uma descrição detalhada da receita e despesa e a data prevista para os recebimentos e gastos", explica Louize.

Segundo a educadora, com isso em mãos é possível analisar a situação financeira de forma efetiva, avaliando e comparando as suas dívidas. "Isso nos leva ao próximo passo: é preciso avaliar as dívidas, considerando valor mensal de parcela, quantidade em atraso, parcelas que vão vencer, taxas de juros, mora e multa", destaca.

Com base nessas informações, é possível criar uma lista de prioridades. É importante visualizar quais dívidas podem ser quitadas em curto prazo, quais precisam ser renegociadas para prorrogação de prazo, se há possibilidades de desenvolver renda extra - seja vendendo algum patrimônio ou por meio de alguma atividade extra. "Por fim, ver quais são os gastos mensais que poderiam ser suspensos até que as dívidas sejam quitadas".

Nesta etapa, dá para criar um plano de pagamento que seja coerente com sua realidade e perspectivas. "Ficará mais fácil de renegociar junto ao credor e expor suas reais condições de pagamento", diz Louize. É comum que, neste ponto, o credor ofereça algum desconto para quitação de uma dívida vencida.

Por fim, após quitar ou renegociar, é importante solicitar um termo de quitação - ou de repactuação - de dívida. Nele, deve constar a suspensão de eventuais processos judiciais em curso e a data a partir da qual será providenciada, pelo credor, a exclusão do consumidor de bancos de dados e de cadastros de inadimplentes. "Esses documentos comprovam a quitação (ou renegociação) da dívida e são essenciais para assegurar os direitos do consumidor em uma eventual necessidade futura".

Se Liga Finanças
Foi pensando em todas essas dicas e na realidade de muitos brasileiros que o Instituto Sicoob lançou o Se Liga Finanças Online, um curso totalmente gratuito, que trata de temas como: consumo, orçamento pessoal, endividamento e investimento, de uma forma leve e prática. Acesse: online.seligafinancas.com.br e saiba mais.

Sicoob DFMil 
O Sicoob DFMil tem o objetivo de oferecer um atendimento personalizado para todos os associados. Para isso, investiu no relacionamento por meio dos canais digitais, a fim de oferecer um melhor suporte aos associados. Segundo uma pesquisa realizada pela Sercom, 64% das pessoas preferem ser atendidas nos canais digitais das empresas (WhatsApp/Telegram (28%), chat (28%) e redes sociais (8%) em vez do atendimento tradicional (email, telefone)





Antes do começo da pandemia do coronavírus, a cooperativa já estava implementando o atendimento digital. O processo foi acelerado e aperfeiçoado para levar aos associados todo atendimento humanizado, serviços e produtos com excelência e segurança.

O Sicoob DFMil buscou diminuir as barreiras de forma dinâmica e personalizada. Para isso, foi feita uma análise da jornada do cliente, identificação dos itens que precisavam ser aprimorados, além de fornecer os equipamentos e a instrução para os colaboradores.

Por meio da transparência, os colaboradores estabelecem um bom diálogo com o associado, agregando real valor à experiência dele. Para garantir que esse contato seja realmente relevante, os profissionais são treinados para resolver o problema do cooperado com gentileza, tranquilidade e empatia.

O Sicoob DFMil visa ter o melhor e mais eficiente atendimento para os integrantes da Segurança Pública do Distrito Federal, síndicos e administradoras de condomínio. Entre em contato com o atendimento e saiba mais: (61) 99606-0386.
Compartilhar:

Walter Britto

Comente:

Boazinhas