A deputada federal Aline Sleutjes entrou para história pois alcançou alguns feitos inéditos: é a primeira deputada federal mulher eleita na região Campos Gerais, a primeira Deputada Federal de Castro, logo no primeiro mandato em Brasília alcançou prestígio devido ao árduo trabalho voltado ao agro e foi eleita a primeira mulher presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) na Câmara dos Deputados, também, recebeu o convite para assumir em seu primeiro ano a vice-liderança do governo na Câmara e em 2021 foi convidada para assumir a vice-liderança do Governo no Congresso Nacional.

 

Aline, nasceu em Castro nos Campos Gerais, graduada em Educação Física, com pós-graduação em Gestão Escolar, já foi secretária, vendedora, empresária, vereadora, professora, treinadora, coordenadora e diretora de escolas e do Departamento de Esporte e Lazer de Castro-PR. Deu início a sua carreira política em 2005 como vereadora no município de Castro por dois mandatos até ser eleita Deputada Federal em 2018.

 

Filha de imigrante holandês, família de produtores rurais, que vieram buscar futuro e oportunidade no Brasil, Aline Sleutjes se dedica às pautas do agro, em especial dos produtores de leite. Sua atuação abrange também pautas municipalistas, da educação, pessoas com deficiência, saúde, exportação e abertura de mercados, infraestrutura e desenvolvimento.

 

Sua atuação no Congresso Nacional é intensa, já apresentou 177 proposições e indicou mais de R$ 155 milhões em recursos ao Paraná. Sleutjes é considerada braço direito do presidente Jair Bolsonaro no Estado do Paraná e tem grandes perspectivas políticas no futuro.

 

A deputada Aline já destinou mais de R$ 13 milhões aos municípios do Paraná para o enfrentamento da COVID-19 e 134 respiradores para Unidades de Saúde auxiliando muitos paranaenses na pandemia.

 

Por intermédio da deputada Aline Sleutjes o Hospital Santa Clara de Colorado, o Hospital dos Olhos do Noroeste do Paraná (HONORP) e Equipes de Saúde e família, foram credenciados junto ao SUS e conseguiram ampliar o atendimento à população que precisa, desafogando o serviço público de saúde na região noroeste do Estado.

 

A parlamentar destinou mais de R$ 52 milhões à Saúde, para compra de equipamentos, veículos ambulância, e recursos em custeio, isso tudo para auxiliar o atendimento à população que mais precisa e recursos para a construção de duas Unidades Básicas de Saúde - UBS e construção de um Centro de Atenção Psicossocial - CAPS.

 

Preocupada com a alimentação adequada das pessoas, a deputada indicou vários municípios, para receberem a doação, via Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB, de polpas de frutas, que foram entregues às assistências sociais municipais, ao todo, foram 7,2 toneladas. Destinou, também, mais de R$ 1 milhão para aquisição e distribuição de alimentos da Agricultura familiar, para promoção da segurança alimentar e nutricional.

 

Foram 9,2 km de pavimentação com pedra irregular, feitos em diversas cidades do Paraná, beneficiando a população e o escoamento da produção agrícola. Com um investimento de R$ 22 milhões para desenvolvimento urbano, para construção de pontes, revitalização de praças públicas, pavimentação de vias, recapeamento asfáltico, ciclovias e outras obras.

 

Para a melhor idade, a deputada Aline Sleutjes promoveu a entrega de kit's, composto por: veículos, computadores, webcams, projetor de Imagem, televisor, impressoras, bebedouros, além da implantação do Programa Viver (envelhecimento ativo e Saudável).

 

A deputada do Agro destinou mais de R$ 18 milhões à agricultura, para obras e compra de equipamentos e maquinários. Foram destinados mais de R$ 4 milhões ao INCRA para titulação e regularização fundiária.

 

Destinou 24 Academias ao ar livre para vários municípios do Estado, mais de R$ 4 milhões para assistência social e esporte e 42 pontos de Internet para escolas e Unidades de Saúde no interior e bairros distantes.

 

Foram R$ 6 milhões para desenvolvimento municipal de forma direta para atender obras e compra de equipamentos.  A construção de uma sede para o Conselho Tutelar de Castro-PR, reformas, veículos, compra de terreno para complexo habitacional e outros.

 

O Exército Brasileiro também foi beneficiado, recebendo meio milhão para construção, trator e equipamento.

 

Várias escolas públicas receberam ônibus escolares, auxiliando no transporte dos alunos, com o intuito de diminuir a evasão escolar. Foram encaminhados 15 ônibus escolares até o momento.

 

A deputada está trabalhando para liberar ainda esse ano mais de R$ 20 milhões em recursos para o Estado do Paraná. Segundo a parlamentar "essa é uma das minhas funções, zelar pela população, trazer recursos para as mais diversas áreas e pensar sempre que temos que atender as necessidades das pessoas, melhorando a qualidade de vida do cidadão que paga impostos e merece ter dignidade e respeito".

 

"Tenho muito orgulho da minha trajetória, orgulho das minhas raízes e de tudo o que me trouxe até aqui, hoje sou referência no agro brasileiro, defensora do conservadorismo, tenho a oportunidade de participar de missões, ajudando nosso país e alguns setores e ministérios, sou braço direito do presidente no Paraná. Estou extremamente realizada pois estou trazendo o presidente Jair Bolsonaro aos Campos Gerais, pela primeira vez na história, Castro e Piraí do Sul recebem um presidente da república, com certeza será um momento maravilhoso" destacou a parlamentar.

 

O presidente Bolsonaro visitará o Paraná a convite da deputada Aline Sleutjes, nos dias 5 e 6 de novembro, para uma série de eventos e entregas do governo federal ao Estado. A vinda do presidente mostra o prestígio e a importância que Sleutjes alcançou nesses primeiros 1000 dias de mandato.

 

A deputada federal castrense é considerada a madrinha da Mielo, ela luta pelos direitos das pessoas nascidas com mielomeningocele, uma mal formação congênita, em que a coluna vertebral, a medula espinhal e o canal da medula não se formam normalmente. Aline apresentou projeto de lei, que está em tramitação na Câmara dos Deputados, sob nº 1861/2019, que inclui a terapia de eletroestimulação aos pacientes com mielomeningocele pelo Sistema único de Saúde (SUS). Esse tratamento traz grande benefício, uma vez que atua positivamente na disfunção do trato urinário, uma das sequelas mais comuns da malformação.

 

Com o intuito de agilizar os procedimentos e dar visibilidade e atenção à mielomeningocele, Sleutjes realizou reunião no Ministério da Saúde, com o Secretário de Atenção Primária à Saúde, no primeiro semestre de 2021, oportunidade em que foi prometida a criação de uma Câmara Técnica da Mielomeningocele, a fim de desenvolver uma linha de cuidado à pessoa com mielo. Ficaram definidas algumas linhas de trabalho da referida Câmara Técnica tais como: ações de prevenção pré-concepcional e pré-natal, que será tratado como prioridade na saúde primária; ações de diagnóstico em todos os Estados do país e a criação de um checklist para que os médicos possam indicar as pacientes gestantes para cirurgias intrauterinas.

 

Em outubro, é o mês de conscientização da Mielomeningocele, a parlamentar promoverá no dia 25, uma audiência pública com a presença do Ministério da Saúde, Ministério da Ciência, Anvisa, médicos, técnicos, Associação Brasileira Superando a Mielo e familiares que enfrentam diariamente as dificuldades dessa doença, com o objetivo de levar aos quatro cantos do país, informações sobre diagnóstico tratamento, e novos estudos em especial o uso de células tronco, que inclusive é tema de outro projeto de lei que será apresentado em breve pela deputada Aline.

 

"Fiquei muito grata por ser considerada a madrinha da Mielo, eu sempre lutei pelos direitos das pessoas com deficiência e hoje tenho a intensão de divulgar essa mal formação, para que o diagnóstico da mielo seja feita nos quatro primeiros meses de gestação com a possibilidade de cirurgia intrauterina, que é feita no Hospital de Clinicas em Curitiba, um dos hospitais referência do tratamento", destacou Aline Sleutjes.

 

A caminhada não terminou, ainda falta muito e a trajetória política da primeira castrense a ser deputada federal, primeira mulher presidente da CAPADR, vice líder de governo e braço direito do presidente Bolsonaro só está começando.

Cogitada como possível nome ao Senado, a deputada do agro começa seus contatos, buscando apoio e espaço para realizar mais este sonho.

Compartilhar:

Matheus Cirilo

Comente:

Boazinhas