Apresentar documento original em papel moeda deixa de ser ato obrigatório, e motoristas podem apresentar versão digital


Obrigatório para a circulação nas vias, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) passará a ter formato digital em 2021, assim como o Certificado de Registro do Veículo (CRV). As mudanças foram realizadas para facilitar os procedimentos de registro e emissão de documentos em meio à pandemia. Agora, portar as versões físicas das informações não será mais essencial, e os motoristas poderão apresentá-las diretamente no celular.

A resolução segue a tendência de digitalização dos serviços públicos nos últimos anos e acelerada em 2020. Concentradas no Portal Gov.br, são 81 portais de governo, com 3.961 serviços públicos. Ao final de dezembro, 62,6% já estavam totalmente digitalizados, enquanto 15,7% apenas parcialmente digitalizados, além de 21,7% não digitalizados.

Segundo dados da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, divulgados na Semana de Inovação 2020, os brasileiros estão aderindo aos poucos às modernizações dos serviços. Isso porque são mais de 84 milhões de brasileiros com login cadastrado no portal para utilizar qualquer um dos serviços.

Ainda que exista aderência por parte dos cidadãos, será possível solicitar a versão impressa dos documentos – na prática, todos os novos cadastros contarão apenas com o CRLV-e – entrando em contato com o Detran do estado. Outra alternativa aos que não se adaptarem ao uso do aplicativo é imprimir as informações apresentadas nele, já que há um QR Code específico que será lido pelos equipamentos dos policiais e trabalhadores de outros órgãos públicos.

Como emitir o CRLV-e
Para quem precisará lidar pela primeira vez com a emissão desses documentos e fica em dúvida sobre o que é CRV e o que é CRLV, em 2021, os processos serão mais simples. Basicamente, o CRV é o documento de registro do carro, onde estão todas as informações do modelo e suas características – que, sempre que alteradas, devem ser mudadas também no documento –, enquanto o CRLV é um item essencial para assegurar a segurança do carro ao trafegar em vias públicas. Para fazê-lo, é necessário quitar as multas em aberto e fazer o licenciamento anual.

Neste ano, para emitir o CRLV-e, basta ter o aplicativo Carteira Digital de Trânsito, do Detran, instalado no smartphone. Há versões para iOS e Android. Ao abri-lo, é possível fazer login com o e-mail e a senha cadastrados no Portal Gov.br – caso não tenha cadastro, é importante fazer um – e, em seguida, procurar por “Veículos”. Depois disso, o botão “Toque aqui para adicionar um CRLV” deve ser acionado. Com a nova tela, os números de Renavam e Segurança do CRV devem ser adicionados. Pronto: o documento será gerado.

Pelo computador, é só acessar o site do Detran do estado, procurar pelo botão “Licenciamento" e, em seguida, pela opção “Licenciamento digital (CRLV-e)”. Na nova página, o comando “Quero imprimir meu licenciamento digital” deve ser acionado. Depois, há o preenchimento dos dados solicitados e o documento está pronto.

É importante lembrar que, mesmo que a versão impressa não seja mais obrigatória, a apresentação do documento, seja em mídia digital ou física, continua sendo exigida.





Tem 60 anos ou mais e quer imprimir a sua autorização especial para estacionamento? Acesse o Portal de Serviços do Detran-DF (https://portal.detran.df.gov.br/)ou o pelo aplicativo Detran Digital.
Compartilhar:

Paulo Melo

Comente:

Boazinhas