As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021. Até lá, a preparação final para o exame pode se tornar uma missão complicada na hora do estudante decidir quais conteúdos priorizar. Embora o edital do Enem disponibilize a Matriz de Referência, na qual constam os conteúdos do Ensino Médio que podem ser abordados nas provas, a lista de 24 páginas contemplando as quatro áreas do conhecimento pode deixar qualquer um perdido. 

"A prova do Enem é muito vasta e muitos são os temas cobrados em cada área e componente curricular. Se preparar bem para a prova significa também saber quais são os assuntos mais recorrentes, o que costuma cair de vez em quando e aquilo que nunca é cobrado", orienta o assessor de Física do Sistema Positivo de Ensino, Danilo Capelari. Para ajudar quem está se preparando nessa reta final, a equipe de inteligência do Sistema Positivo de Ensino, em parceria com a equipe de professores do Blog Biologia Total, mapeou os assuntos que mais caíram nas provas do Enem nos últimos dez anos.

Física

Os temas mais abordados nas provas de Física da última década são: Eletrodinâmica - ramo da física que estuda o movimento das cargas elétricas (20,3%), Termologia - estudo dos aspectos ligados à energia térmica (15,2%), Ondulatória - estudo das ondas mecânicas e eletromagnéticas e seus fenômenos, o som é uma onda mecânica por exemplo (14%), Óptica - estudo do comportamento da luz (9,1%), Cinemática - estudo da velocidade, por exemplo (6,5%), Dinâmica - estudo da força, por exemplo (6,5%), Fluidos (6,1%), Produção de Energia (5,1%), Trabalho e Energia (4,7%), Magnetismo - Estudo dos fenômenos relacionados à interação entre campos magnéticos (2,8%), Estática - ramo da mecânica que investiga as propriedades de corpos que se encontram em equilíbrio quando sob a ação de forças (2,1%), Eletrostática - ramo da física que investiga as propriedades e o comportamento de cargas elétricas em repouso (1,9%), Gravitação -  estudo que ajuda a compreender o movimento dos astros, sendo possível prever determinados acontecimentos (1,9%), Física Moderna (1,6%), Quantidade de Movimento (1,4%) e MHS (0,9%). De acordo com Capelari, é muito importante ter bem claro os conceitos principais da Eletrodinâmica: corrente elétrica, resistência e tensão. "As questões costumam cobrar a relação entre essas grandezas por meio da Lei de Ohm, por exemplo. Entender e calcular a resistência equivalente entre resistores também é importante", ressalta. 

Segundo ele, a Termologia costuma aparecer de forma qualitativa – ou seja, a parte conceitual é o que mais importa. "Por exemplo, a diferença entre temperatura e calor e as formas de propagação", explica Capelari. Segundo o professor, Mecânica é sempre o que mais cai (cinemática, dinâmica, fluidos e energia). "Pode não haver uma questão que peça o cálculo da velocidade de maneira direta, mas esse conceito pode ser a base para outra questão, até mesmo de outro componente curricular", ressalta.

Capelari sugere prestar atenção também à Física Moderna: "temos um pequeno percentual de recorrência nas provas anteriores, pois os conceitos começaram a ser cobrados há pouco tempo. Mas a tendência é que esse assunto esteja mais presente nas próximas provas, principalmente com o novo Ensino Médio. Importante ainda entender a História e como os estudos evoluíram para o que temos hoje no campo da física", finaliza.


Sobre o Sistema Positivo de Ensino

É o maior sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversos componentes, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação.

Compartilhar:

Bruna Zembuski

Comente:

Boazinhas